Frida Kahlo Conexões

Frida Kahlo – Conexões entre Mulheres Surrealistas no México

Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail
4+
Banner da exposição
Banner da exposição

Comparecemos no Instituto Tomie Ohtake para prestigiar a mostra Frida Kahlo – Conexões entre Mulheres Surrealistas no México, e tinha tanta gente que a fila estava dobrando a esquina, mas estava rápida. Não desanimamos com isso e fomos garantir nossos ingressos.

Em uma produção de artistas mexicanas (Frida Kahlo, Lola Álvarez Bravo e María Izquierdo) e mexicanas radicadas (Leonora Carrington, Kati Horna, Jacqueline Lamba, Alice Rahon, Remedios Varo, Bona Tibertelli, Bridget Tichenor, Cordelia Urueta, Lucienne Bloch, Olga Costa, Rosa Rolanda e Sylvia Fein), conectadas ao surrealismo, a mostra retrata entre pinturas, esculturas e fotografias, a fascinante cultura mexicana por intermédio de Frida Kahlo.

Nickolas Murray - Retratos de Frida
Nickolas Murray – Retratos de Frida

Sem dúvida, Frida Kahlo é uma artista influente e que deixou um importante legado. Sua vida foi marcada por momentos trágicos, traumatizantes e dramáticos, como o acidente de ônibus, os abortos que sofreu, pela Poliomielite contraída na infância, e por seus amores e dores com seu marido Diego Rivera. Todos esses momentos são retratados em suas obras.

Frida Kahlo & Diego Rivera no dia do casamento - 1929
Frida Kahlo & Diego Rivera no dia do casamento – 1929
Bernard Silberstein - Frida pinta seu autorretrato enquanto Diego a observa, 1940
Bernard Silberstein – Frida pinta seu autorretrato enquanto Diego a observa, 1940

“Nunca tivera nas mãos um pedaço desta terra
vermelha da qual brotaram, idealmente maquiadas,
as estátuas de Colima que são, ao mesmo tempo,
mulher e cigarra; não tinha visto ainda, parecida a
elas no porte e ataviada como uma princesa lendária,
com seus encantos na gema dos dedos, em uma
flecha de luz do pássaro quetzal que, ao voar, deixa marcas
opalinas nas trincas das pedras: Frida Kahlo de Rivera”

André Breton

As artistas expõem seus trabalhos de forma intensa e expressiva, como uma catarse psicológica e espiritual. Todas abrangem de forma surrealista a exploração do subconsciente mágico, da influência na cultura mexicana e na família.

Frida Kahlo - Autorretrato com macacos, 1943
Frida Kahlo – Autorretrato com macacos, 1943
Frida Kahlo - Autorretrato como tehuana, ou Diego em meu pensamento, 1943
Frida Kahlo – Autorretrato como tehuana, ou Diego em meu pensamento, 1943
Frida Kahlo - Autorretrato com vestido vermelho e dourado, 1941
Frida Kahlo – Autorretrato com vestido vermelho e dourado, 1941

 

Fascinação com a cultura mexicana

México, o “país surrealista por excelência” segundo Breton,
despertou a fascinação de numerosas artistas.
Várias mulheres descobriram os tesouros das culturas
antigas e da arte popular por intermédio de Frida Kahlo,
durante sua estadia em Paris, em 1938. Algumas se
exilaram no México, outras foram visitantes fugazes
que viajaram pelo seu território percorrendo sítios
arqueológicos e comunidades indígenas. Mexicanas e
estrangeiras nutriram-se das festas e das cores, bem
como dos artefatos pré-colombianos, do artesanato,
dos mitos e dos códices que lhes serviram como
inspiração para suas criações.

Não perca tempo e confira a exposição que está muito bonita e bem organizada. Prestigie as obras dessas mulheres independentes e audazes!

Público prestigiando a exposição
Público prestigiando a exposição
Público prestigiando a exposição
Público prestigiando a exposição
Público prestigiando a exposição
Público prestigiando a exposição
Público entre as salas da exposição
Público entre as salas da exposição

Acontece até o dia 10 de janeiro, de terça a domingo, das 11h às 20h.

Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima 201 – Entrada pela Rua Coropés – Pinheiros – São Paulo

www.institutotomieohtake.com.br

De fato, o México encanta a todos! 

Vestimentas de Frida
Vestimentas de Frida
Vestimentas de Frida
Vestimentas de Frida
Vestimentas de Frida
Vestimentas de Frida
Matérias sobre as artistas da exposição
Matérias sobre as artistas da exposição
Matéria sobre a Galeria de Arte de Inés Amor
Matéria sobre a Galeria de Arte de Inés Amor
Eva Sulzer - Chichén Itzá, 1940
Eva Sulzer – Chichén Itzá, 1940
Bridget Tichenor - Encarcerados, 1965
Bridget Tichenor – Encarcerados, 1965
Bridget Tichenor - Encarcerados, 1965
Bridget Tichenor – Encarcerados, 1965
Remedios Varo - Carroça, 1955
Remedios Varo – Carroça, 1955
Alice Rahon - Piedade para Judas, 1952
Alice Rahon – Piedade para Judas, 1952
Bridget Tichenor - Líderes, 1967
Bridget Tichenor – Líderes, 1967
Remedios Varo - Arquitetura vegetal, 1962
Remedios Varo – Arquitetura vegetal, 1962
Remedios Varo - Minotauro, 1959
Remedios Varo – Minotauro, 1959
Sylvia Fein - A mágica, 1954
Sylvia Fein – A mágica, 1954
Frida Kahlo - Os Cocos, 1951
Frida Kahlo – Os Cocos, 1951
Olga Costa - Coração Egoísta, 1951
Olga Costa – Coração Egoísta, 1951
María Izquierdo - Trigo crescido, 1940
María Izquierdo – Trigo crescido, 1940
Frida Kahlo - A noiva que se espanta ao ver a vida aberta, 1943
Frida Kahlo – A noiva que se espanta ao ver a vida aberta, 1943
Cordelia Urueta - Sem título (Paisagem Submarina), 1948
Cordelia Urueta – Sem título (Paisagem Submarina), 1948
María Izquierdo - Altar de Madonna Dolorosa, 1946
María Izquierdo – Altar de Madonna Dolorosa, 1946
Rosa Rolanda - Autorretrato, 1945
Rosa Rolanda – Autorretrato, 1945
María Izquierdo - Altar de Madonna Dolorosa, 1946
María Izquierdo – Altar de Madonna Dolorosa, 1946
María Izquierdo - Minha tia, meu amiguinho e eu, 1942
María Izquierdo – Minha tia, meu amiguinho e eu, 1942
Frida Kahlo - Garota Caipira, 1925
Frida Kahlo – Garota Caipira, 1925
Frida Kahlo - Retrato de Mulher de Branco, 1930
Frida Kahlo – Retrato de Mulher de Branco, 1930
Leonora Carrington - Três mulheres com corvos, 1951
Leonora Carrington – Três mulheres com corvos, 1951
Leonora Carrington - Orplied, 1955
Leonora Carrington – Orplied, 1955
Rosa Rolanda - Autorretrato, 1952
Rosa Rolanda – Autorretrato, 1952
Remedios Varo - O flautista, 1955
Remedios Varo – O flautista, 1955
Frida Kahlo - Echate la otra, 1925
Frida Kahlo – Echate la otra, 1925
Frida Kahlo - Colagem com duas moscas, 1953
Frida Kahlo – Colagem com duas moscas, 1953
Alice Rahon - Balada para Frida Kahlo, 1956-66
Alice Rahon – Balada para Frida Kahlo, 1956-66
Frida Kahlo - Menina tehuacana, Lucha Maria (Sol e Lua), 1942
Frida Kahlo – Menina tehuacana, Lucha Maria (Sol e Lua), 1942
Frida Kahlo - Frida e o aborto, 1932
Frida Kahlo – Frida e o aborto, 1932
Leonora Carrington - A Artista Viajando Incognita, 1949
Leonora Carrington – A Artista Viajando Incognita, 1949
Frida Kahlo - Cromóforo, Auxocromo, 1944
Frida Kahlo – Cromóforo, Auxocromo, 1944
Frida Kahlo - Pancho Villa e Adelita, 1927
Frida Kahlo – Pancho Villa e Adelita, 1927

Comentários

Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail
The following two tabs change content below.
27 anos, pisciana, paulista e reikiana. Co-fundadora do blog Além do Sofá. Adora temas místicos e esotéricos, curte um bom rock, gosta de experimentar comidas e bebidas diferentes, além de saber aproveitar cada viagem que faz.

Latest posts by Barbara Duarte (see all)

Deixe uma resposta